segunda-feira, 19 de julho de 2010

- Ter que dar conta!

publicdomainpictures

Você já se pegou nessa cobrança? De ter que dar conta das “tarefas” que aparecem na sua vida?

Pois é, estou aqui novamente falando de crenças... E essa que citei é muito forte: “Eu dou conta!”, “Tenho que dar conta”.

Deparei-me com essas palavras no consultório, com uma cliente que falava: “Me cobro muito. Não sei admitir que posso falhar”.

É acredito que não é só ela que reage assim neste nosso mundo! Você também pode se deparar com diversas situações em que não se perceba na cobrança excessiva ou tendo que dar conta de tudo!

Principalmente as mulheres vivem muito assim em sua vida. Não é mesmo mulherada?

Bom, mas focando essencialmente no tema; algumas pessoas crescem com tantas exigências de ter que: “ Ser a boazinha(o)” “ Ser diferente do pai” “ Ser alguém na vida” ou até mesmo àquelas que sofrem a famosa violência psicológica de: “ Você não vai ser nada na vida menino(a)!”

É! São afirmações que vamos ouvindo e se transformam num mantra negativo aos nossos ouvidos... E que facilmente vamos reagir a eles.
E sabe então em que na grande maioria das vezes nos transformamos? Em adultos altamente trabalhadores, que se esquece da família e de ser feliz, só pensando em produzir, produzir e produzir... Em ter que dar conta, ou porque um dia alguém te cobrou ou porque disseram que você não podia ou...ou.

Podemos mais uma vez transformar essas crenças, ou reformulá-las.
Como disse anteriormente (Artigo -Insegurança )

Precisamos identificar o que trazemos lá de trás, da nossa infância ou adolescência, pois na grande maioria das vezes a causa vem daí, e através desta identificação podemos elaborar a frase lembrete e repetirmos a sequência batendo nos pontos da EFT. (Artigo-Relembrando os pontos da EFT  )
Bom, se você no momento não consegue associar a nada (não se desespere!) você pode começar dizendo o que realmente acontece com você, ou como você reage, exemplo:
Embora eu acredite que tenha que dar conta de tudo na minha vida, eu me aceito profunda e completamente.

Entendeu? Comece desta forma, vamos lá! Dê o primeiro passo, quem sabe a partir daí algumas transformações já aconteçam na sua vida.

Este é mais um exemplo de como podemos começar a nos libertar de alguns entraves emocionais que nos engessam na nossa caminhada.

Lembrem-se! Estou dando direcionamentos gerais, cada um tem sua história e é a partir dela que devemos elaborar nossas frases ou realizar os tratamentos necessários como outras técnicas dentro do espaço terapêutico.

Enorme abraço! Até a próxima!
Adriana Pimentel

11 comentários:

angela disse...

Quem nunca se pegou aflita tentando o impossível?
Bom artigo
beijos

Alma Inquieta disse...

Olá Adriana!

Que saudade!

É menina... eu sou assim... eu me cobro muito!

Sou a pessoa que mais exige de mim!

Um beijo e que tenhas uma excelente semana.

Misturação - Ana Karla disse...

É mesmo Adriana, principalmente as mulheres estão sempre tendo que dar conta de alguma coisa. Sempre!
Xeros e boa semana.

PSICO? LÓGICO! disse...

Olá meninas... Lindas..
Obrigada sempre pelos comentários e pelo carinho...

Mas cuidado hein!!! Vamos ser mais amigas de nós mesmas e não nos "atarefar" demais....

Beijos no coração!

Edward de Souza disse...

Olá Adriana!
Gostei de seu blog e passei a segui-lo. Tenho um que, hoje, passei a dividir com outros amigos e amigas jornalistas, para que tenha postagens diárias. Quando puder, dê um pulinho lá, vou ficar contente com sua presença.

Abçs

Edward de Souza

PSICO? LÓGICO! disse...

Olá Edward!

Obrigada pela visita e fique à vontade...
Seja muito bem vindo!!!

Abraçoss

Paula Betzold disse...

Oi Dri! As vezes a gente fica mesmo com medo de nao alcançar as expectativas nossas e dos outros sobre nós...
é dificilimo, principalmente pra nos mulheres, reconhecer que precisamos de ajuda.
MAs, enfim, tem seu lado bom, pq nos faz guerreiras e batalhadoras, so nao podemos ficar frustradas, por nao dar conta, as vezes... beijos!

Lidiane Vasconceos disse...

Adriana, a proposta desse post me lembrou uma boa discussão que ocorreu há um certo tempo no Bicha Fêmea: http://www.bichafemea.com/2009/11/26/mulher-heroina/

A pergunta que não queria calar era: por que será que queremos ser sempre heroínas?

Parece até que isso é mal de mulher. Vejo que os homens sabem que tem as suas responsabilidades diárias, mas se não conseguem, não se culpam tanto quanto nós. Que coisa! :(

Bicha Fêmea

PSICO? LÓGICO! disse...

Oi Paulinha!!!
È percebo que precisamos ter cuidado, como o que tudo o que nos envolvemos...
beijos


*******

Oi Lidi!
É verdade amiga!!! A mulher parece querer dar sempre uma de supermulher... Está ai o problemão não é mesmo?

Como disse anteriormente, devemos reavaliar nossa maneira de agir...

enorme abraço lindona!

M.M. disse...

Adorei o texto.
Eu sou muito exigente comigo e fico frustrado quando não consigo dar conta.
Dei uma olhada em geral nos posts e achou que vou continuar lhe visitando, se não se importa.
;)

PSICO? LÓGICO! disse...

Olá M.M!!!

Fique à vontade e seja muito bom vindo!!

Enorme abraço de acolhimento.

Related Posts with Thumbnails

Vídeos

Loading...