sexta-feira, 14 de agosto de 2009

- "Ideologia: eu quero uma para viver"



Olá meus amigos, estava nas minhas navegadas pela net, justamente querendo algo sobre ser idealista..., e olhem só o que encontrei, este texto belíssimo de um idealista assim como eu que falou tudo e algo mais do que eu gostaria. Espero que apreciem tanto quanto eu.... principalmente nós idealistas né? Um enorme abraço carinhoso.




“Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais
belos foram aqueles em que lutaste.” (Sigmund Freud) - Foto:
acques-Louis David, A morte de Sócrates, 1787,
Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque






Segundo o Dicionário Aurélio, ideologia significa sistema de idéias, ciência da formação de idéias. Já dizia o nobre Cazuza: "Ideologia eu quero uma pra viver". Eu fico imaginando se pessoas como Sócrates, Nietzsche, Joana Dark, Gandhi e o próprio Jesus conseguiriam viver sem suas ideologias, sem uma idéia de como deveria ser a vida. Tenho a impressão de que esses nomes nem sequer seriam lembrados se eles não fossem fortemente movidos por suas idéias.

Sócrates viveu bem antes de Jesus, mas já falava a máxima "conhece-te a ti mesmo", frase que vemos constantemente na ideologia cristã. Na ágora, a praça dos gregos, Sócrates despejava sua sabedoria, e jovens, filósofos, e pessoas comuns não ousariam discordar deste mito chamado Sócrates e, mesmo assim, ele dizia "só sei que nada sei". Ele não acreditava que havia deuses no Olimpo, isso fez com que chamasse a atenção das autoridades e dos oráculos, homens responsáveis pela orientação espiritual. Foi condenado a tomar cicuta, veneno bastante usado na época. Ele teve a opção de desmentir tudo, mas quis morrer por sua ideologia.

Nietzsche escreveu em seus diversos livros matando Deus. Apartou-se da sociedade, se fez arrogante. Acreditava que o homem é o centro de tudo, que não há Deus, há sim: o super-homem. Sua ideologia, de tão radical e ferrenha, o fez definhar aos poucos em um manicômio, abandonado por todos.

Joana Dark?! Alguns já assistiram alguns filmes, e certamente recordarão deste nome. Ela tomada por uma convicção de que tinha um destino em sua vida, e que haveria de cumpri-lo. Esse destino foi a morte, resultado da traição de seus companheiros de guerra, em batalhas entre França x Inglaterra.

Os próximos foram tomados por ideologias diferentes destes que acabei de comentar. Eles foram tomados por uma generosidade, amor à humanidade, filantropismo, enfim, foram influenciados pelo poder da mudança, usando como arma: o amor.

Gandhi lutando contra a opressão da Inglaterra na Índia, fez a guerra da paz, a luta sem armas. Usou a palavra, a "não-violência". Conseguiu libertar a Índia do julgo inglês sem levantar um braço ao alto, sem aumentar o tom da voz.

Jesus de Nazaré, movido pelo amor, com a mensagem de Deus, Javé, pregou o amor, desde criança usou a sabedoria, teve como os citados anteriormente muitos seguidores, entretanto, Jesus tornou-se o norte de gerações e gerações, e ainda hoje é venerado, adorado e amado. Jesus defendeu sua "ideologia" até o fim. Passou quarenta dias no deserto, e como qualquer pessoa que defende um ideal, foi tentado. O demônio fez suas propostas, mas como todos sabem, ele foi até o fim e morreu em uma cruz pelo povo, para que sua idéia, sua palavra seguisse em frente.

Agora fiquei imaginando um pai de família, analfabeto, sem instrução, seja ela social, política ou religiosa. Esse sujeito possui ideologia? Pergunte sobre suas idéias, e a resposta será a mais simples, pois esse sujeito está na luta pela sobrevivência. Sua ideologia é comer e dar comida. Quem sabe na flor de sua juventude ele sonhasse, ou mesmo lutasse por esses sonhos. Mas a realidade dura o fez um dia colocar os pés no chão e esquecer do que um dia já havia pensado sobre idéias de mundo, idéias sobre pessoas, personalidades individuais ou coletivas. Ele em seu trabalho árduo e diário pela sobrevivência esqueceu-se o que é ideologia. Morrerá sem saber ao menos o que é viver, que segundo Plutarco, é preciso viver, não apenas existir.

Será que ideologia, o sistema de idéias, a ciência da formação de idéias, tem algo ligado ao estilo de vida? Isso com certeza possa se dizer que sim, pois indivíduos com dinheiro sobrando no bolso, sem preocupações primárias, como alimentação e segurança, irão ter espaço sobrando em seu mundo das idéias, para formá-las e trazê-las ao campo real.As pessoas que possuem ideologias não estão muito preocupadas consigo mesmas, pois estão intrinsecamente ligadas a uma força que parece maior que elas, uma força que as diz o que fazer. Deixar de lado uma ideologia para o idealista, é deixar de lado a sua própria vida, conclui uma idealista.


Por: Elzanay, iati-PE em 24/05/09 pelo wiki repórter.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Vídeos

Loading...